Independência Financeira: O que é e como atingir

Faala Pobre Mortal, tudo tranquilo com você? Hoje vou te explicar o que é a Independência Financeira e como você irá alcançá-la.

Sim, Pobre Mortal, vou te dar o caminho das pedras para você conquistar a tão sonhada independência financeira!

O que é Independência Financeira?

Antes de tudo, nós precisamos saber qual o significado estamos atribuindo a essa expressão. Este conceito pode ter um significado diferente para você do que tem para mim.

Ser, ao pé da letra, independente financeiramente é impossível, ou pelo menos quase, nos dias atuais. Você se imagina viver sem depender de dinheiro nenhum? Sem nunca mais comprar nada?

Ao não ser que seu sonho seja morar na floresta ou em alguma tribo indígena, imagino que sua resposta para a pergunta acima tenha sido NÃO.

Pois é, nunca mais depender do dinheiro é algo quase inalcançável para nós, meros tupiniquins “civilizados”. Em um mundo cada vez mais globalizado e capitalista, nossa dependência ao dinheiro cresce a cada vez mais.

Mas então o que é essa tal de Independência Financeira que tu fala ai Rufino?

Eu utilizo o significado de independência financeira como a capacidade de viver o padrão de vida que você SONHA, sem ter a necessidade de trabalhar para isso. Ou seja, seus rendimentos passivos custeiam todos os seus gastos, te proporcionando liberdade.

Ok, esse é o significado geral, técnico.

Mas lembra que um pouco acima eu te falei que cada pessoa tem um significado diferente para esse termo “Independência Financeira”?

Pra mim, por exemplo, também significa poder passar meu TEMPO com QUEM eu quiser e ONDE eu quiser. Então vou contar para vocês quando serei independente financeiramente:

Atingirei minha liberdade financeira quando eu puder passar o dia todo brincando com minha filha, passando meu tempo com minha família, trabalhando de qualquer lugar do mundo, fazendo o que eu amo, que é trazer conteúdo para vocês. Sem depender da grana desse, nem de qualquer outro trabalho. Podendo manter meu padrão de vida somente com meus rendimentos passivos.

Essa é a minha representação, mas para você pode ser outra completamente diferente!

Pode ser que você se sinta independente financeiramente viajando o mundo somente com uma mochilha nas costas. Ou talvez, ganhando uma renda passiva de 3 mil reais, morando em um lugarzinho aconchegante com sua família.

As possibilidades são infinitas. O importante é você definir seu objetivo. É sério, se você não souber aonde quer chegar, você nunca chegará. (Para descobrir como definir suas metas e objetivos CLIQUE AQUI.)

Qual o passo a passo para atingir minha liberdade financeira?

Para alcançar essa tão sonhada independência precisamos sempre ter em mente os 3 pilares da construção de riqueza. Somente com um equilíbrio entre eles, conseguiremos chegar lá.

Eu vou te explicar cada um deles:

Os 3 pilares da construção da riqueza

1- Diminuir gastos:

É de extrema importância para atingirmos nossa independência financeira que consigamos poupar parte dos nossos ganhos.

Para isso, precisamos fazer o controle dos nossos gastos e ter um bom planejamento financeiro.

Existem bons aplicativos que podem te ajudar a melhorar esse pilar financeiro na sua vida, como o Mobills e o Guiabolso, onde você pode registrar todas as suas movimentações e, no final do mês, verificar onde pode haver uma diminuição ou corte.

2- Aumentar os ganhos:

Aumentar nossas receitas talvez seja o pilar mais importante para nos colocar mais perto de nossa independência financeira. Se você ainda não tem uma fonte de renda considerável, em relação ao seu objetivo, provavelmente será impossível ou muito mais demorado alcançá-lo.

Aumentar os nossos ganhos serve como um catalisador, uma forma de trazer nossa independência mais rapidamente. Para isso, temos diversas opções, como investir em educação (o que agrega em nosso valor), criar mais fontes de renda, mudar de emprego, começar um novo negócio etc.

3- Melhorar investimentos:

Por fim, mas não menos importante, devemos melhorar nossos investimentos para que o poder dos juros compostos possa funcionar a nosso favor. São eles que vão nos possibilitar conseguir a tão sonhada renda passiva que será capaz de cobrir todos os nossos gastos.

Para melhorarmos nossos investimentos, devemos estudar sobre o assunto lendo livros, consumindo conteúdo gratuito na internet e fazendo cursos e mentorias que nos levem a outro nível. Estude o mercado, entenda seu perfil de risco, invista em ativos que geram valor e você será recompensado.

Conclusão:

O primeiro pilar é primordial para nos manter sempre com os pés no chão. Independente de quais sejam nossas receitas, temos que ter a disciplina de manter os gastos sob controle e conseguir poupar todos os meses. Uma pessoa que ganha 1 milhão de reais por mês, mas gasta 1,1, é pobre. Também é importante para conseguirmos resultados imediatos. Você não consegue aumentar sua receita da noite para o dia sem uma grande preparação e sem depender de diversos fatores externos. Mas para cortar gastos, só depende de você.

Já o segundo pilar é o mais difícil, mas é o único que pode nos dar resultados exponenciais. Você pode ser o cara mais controlado do mundo, e o melhor investidor, mas se não tiver de onde entrar, pelo menos em um primeiro momento, você não vai conseguir sair da média.

E claro, o terceiro, talvez o mais simples e mais ignorado em nosso país, que não consegue ver o seu poder. Ninguém nunca vai chegar lá se não conseguir poupar e investir parte do que ganha, independente de quanto seja. Perceba que ele é o único que não tem efeito imediato em nossa vida. Só vemos seus resultados ao longo do tempo. E como é difícil pensar no longo prazo, não é mesmo? Mas eu duvido que você encontre uma forma melhor de obter uma verdadeira renda passiva.

Agora que você já sabe tudo isso é só colocar esses pilares em prática!

Quer moldar ainda mais sua mentalidade para ter sucesso? VEJA ESSE POST.

Deixe uma resposta