Invista de forma inteligente!

Aproveitando que hoje aconteceu a reunião do Copom, quando foi decidido pelo fim da redução da taxa básica de juros (Selic), resolvi trazer este tema à discussão.

O Banco Central reduz os juros básicos a fim de diminuir os custos de crédito e aumentar a produção e o consumo no país.

Após 12 cortes consecutivos, a Selic então se mantém em 6,5% ao ano, o menor nível desde a série histórica do Banco Central, iniciada em 1986.

“Mas o que isso tem a ver comigo e com meu dinheirinho que está bem seguro na poupança?”

Se você não sabe como é calculado o rendimento da poupança, eu te explico.

Quando a meta da Selic é superior a 8,5% a.a., o investimento queridinho dos brasileiros rende 0,5% ao mês + TR (Taxa Referencial). Já quando a meta é menor que 8,5%, a poupança rende 70% da Selic + TR (que hoje está zerada).

Sendo assim, desde a penúltima reunião do Copom, a poupança está rendendo 4,55% ao ano. Mesmo com a inflação (IPCA) também entre as mais baixas da história, projetada entre 3,5% e 4% para 2018, o rendimento real é menor que 1,05% a.a., o que dá míseros 0,087% ao mês!

Caso ainda não tenha entendido, vou te dar um exemplo. Considerando que essas taxas se mantenham, se você investir 10 mil reais na poupança hoje, daqui a um ano, seu dinheiro terá rendido apenas 455 reais, significando um aumento de poder de compra de, no máximo, 105 reais.

Para se ter uma ideia, investindo no Tesouro Direto é possível fixar hoje uma taxa de 4,72% de juros REAIS (já descontados os impostos) por quase 30 anos! É mais de 4x superior à da poupança!

E essa nem é a melhor alternativa… Se quiser conhecer todas as opções de investimentos do mercado de capitais, deixe seu comentário! Eu posso te ajudar.

Este post tem 4 comentários

Deixe um comentário