O que analisar em uma ação: saiba tudo o que você deve saber antes de escolher uma ação

Antes de executar o seu investimento em uma ação, nós precisamos verificar alguns números referentes à empresa. Será que a empresa é uma boa pagadora de dividendos? Ela possui boas margens? O que analisar em uma ação?

Para investir em uma ação com certeza e consciência, existem alguns números que devem ser analisados com antecedência.

Entre eles eu gosto de observar os seguintes;

  • Dividendos
  • Margens (margem bruta, líquida e EBTIDA)
  • ROE (retorno sobre o patrimônio líquido)
  • P/L (preço da ação dividido pelo lucro por ação)

Esses são alguns dos indicadores que eu acredito que seja bom analisar antes de investir em qualquer ação.

Dividendos

Os dividendos são os valores que as empresas pagam aos seus acionistas periodicamente. Esses pagamentos podem ser dividendos ou juro sobre capital próprio.

A diferença entre os dividendos e juro está relacionado a retenção de IR. Juro sobre capital possui retenção de IR, mas os dividendos são isentos.

Para conseguir identificar qual é o nível dos pagamentos de uma empresa, você pode procurar tais dados por meio de sites especializados, como ocorre com o site fundamentus.com.br, ou através do site da própria empresa na aba de “relação com os investidores”.

Empresas que pagam acima dos 3% de dividendos já pode ser uma boa opção de investimento. Mas nunca análise somente um indicador, veja alguns outros indicadores para conseguir determinar se a empresa é boa mesmo.

Margens (margem bruta, líquida e EBTIDA).

As margens são mais um bom indicador para ser analisado. A margem líquida é a porcentagem que sobra de resultado após a empresa descontar os custos, despesas operacionais e financeiras além dos impostos sobre os resultados (resumindo, depois de descontar tudo).

Então se receita bruta de uma firma é de R$ 1.000,00, e a margem liquida é de 20%, isso significa que dos R$ 1.000,00 que entram como receita, sobra ao final, R$ 200,00 para serem distribuídos aos sócios ou investidos na própria firma.

A margem bruta é a porcentagem que sobra de receita após o desconto dos custos e na margem EBTIDA, é o resultado da receita menos os custos e despesas operacionais.

ROE (retorno sobre o patrimônio líquido)

O ROE é um indicador utilizado para avaliar o retorno de uma empresa possui. O patrimônio líquido de uma empresa, geralmente é formado pelo capital que é investido na empresa (o capital social).

Além disso, ainda existem reservas de lucros, prejuízos acumulados e contas relacionadas a redução ou aumento de capital integralizado na empresa.

Então se uma empresa que possui um PL de R$ 1.000,00 consegue um lucro líquido de R$ 100,00, ela está gerando um ROE de 10%. Algo bem interessante. Dificilmente você consegue encontrar um investimento que lhe proporciona 10% de rendimento, consegue?

P/L (preço da ação dividido pelo lucro por ação)

O P/L é um indicador utilizado para determinar se uma ação é cara ou barata. Vamos supor que uma empresa está sendo negociada a R$ 10,00 a ação. Sendo que o seu lucro é de R$ 1,00 por ação.

O P/L da firma é de 10. Isso significa que a empresa vai levar, aproximadamente 10 anos para conseguir devolver ao investidor o capital aplicado.

Para isso acontecer à empresa precisa manter o lucro líquido constante, ao longo desses 10 anos. Mas se a empresa melhorar seus resultados é possível que o tempo de retorno seja mais rápido.

Qual é o melhor indicador?

Não existe um melhor. Na verdade você precisa analisar alguns indicadores para aí concluir se a ação é boa ou não.

Os indicadores aqui analisados, em conjunto, podem fornecer dados suficientes na tomada de decisão.

Mas não são garantias de que o investimento vai dar certo. Por isso, é bom você analisar esses indicadores, estudar bastante e tentar traçar a sua própria linha de raciocínio.

Deixe uma resposta