O que são ETFs e como eles funcionam?

ETFs

Fala pobre Mortal! Com certeza você já ouviu falar em ETFs, mas o que são esse ETFs e como eles funcionam? Então leia com atenção que vou te passar tudo que precisa saber sobre ETFs.

O que são ETFs?

O ETFs (Exchange Traded Funds), são nada mais nada menos do que fundos de investimentos que possuem algumas características especiais:

  • Os ETFs estão atrelados a determinado índice de referência, como por exemplo o Ibovespa. O objetivo é que rentabilidade seja o mais parecido possível com a rentabilidade desse índice, portanto a função do gestor é apenas alocar o dinheiro dos investidores o ativos que compõem esse índice e com a mesma proporção.
  • As suas cotas são negociadas como ações, o valor do papel oscila tanto devido às oscilações dos ativos presentes em sua carteira quanto pela oferta e demanda dos investidores pelo seu papel. 

No Brasil esse tipo de investimento tem ganho força nos últimos anos como uma alternativa para o investidor diversificar seu investimento com pouco dinheiro.

A cada ano surgem novos ETFs no Brasil e o volume de negociação deles só cresce ano após ano.

Custos e Tributos para investir em ETFs

O que são ETFs

Os custos para negociá-los é bem parecido com o custo de adquirir ações. Caso você não invista através de uma corretora taxa zero, você terá que pagar uma taxa de corretagem ao realizar uma ordem de compra ou venda do ativo.

Além disso temos os emolumentos que são taxas cobradas pela B3.

Por ser um fundo de investimento, os ETFs possuem uma taxa de administração, que é pequena em relação à mercado de fundos num geral. Cada ETF tem uma taxa diferente, portanto é preciso que você busque saber disso antes de investir.

Os ETFs aqui no Brasil, diferente dos EUA não possuem isenção de imposto de renda. É cobrada uma alíquota de 15% sobre o lucro que você tiver após a venda.

Fique muito atento, pois diferentemente da renda fixa, o imposto de renda não é retido na fonte, e é de responsabilidade do investidor realizar o cálculo e gerar a DARF.

Vantagens  e Desvantagens

Vantagens

  • Você consegue diversificar seu investimento com pouco dinheiro. Sabemos que quanto menos ativos você tem, maior é seu risco, mas muitas vezes você pode não ter muito dinheiro para diversificar logo de cara, com menos de R$50 reais você já consegue investir em diversos ativos diferentes comprando um ETF.
  • Você realizará uma gestão passiva da sua carteira, portanto não precisará ficar analisando a fundo cada ativo dentro do seu portfólio, pois as empresas entram e saem de um índice de acordo com parâmetros pré-estabelecidos.

Desvantagens

  • Não possui isenção de imposto de renda, como existe com as ações aqui no Brasil e próprios ETFs lá no EUA.
  • Os dividendos recebidos pelo ETF são reinvestidos diretamente nele mesmo, ou seja, não caem na conta da sa corretora, não sendo possível viver de renda através de dividendos tendo apenas ETFs brasileiros na carteira.

Exemplos de ETFs

BOVA11: Segue o Índice Ibovespa;

DIVO11: Segue o Índice de Dividendos (IDIV);

GOVE11: Segue o Índice de Governança Corporativa (IGCT);

SMAL11: Segue o Índice Small Cap (SMLL);

IVVB11: Segue o Índice S&P 500.

Espero que você tenha entendido melhor como funciona esse tipo de investimento, e que você possa tomar a melhor decisão.

Bons investimentos!

Deixe uma resposta