Os melhores investimentos para 2021

os melhores investimento para 2021

Fala Pobre Mortal! Você já está se perguntando qual os melhores investimentos para 2021?

O ano de 2020 foi um ano atípico, em que todos fomos pegos de surpresa por um novo vírus que fez com que o mundo inteiro parasse.

E isso impactou de forma significativa na economia global e na Bolsa de Valores.

Tanto que o Ibovespa chegou a ter uma queda de quase 50% no início da pandemia.

Com o lockdown muitas empresas sofreram de forma significativa, como as empresas aéreas e de turismo por exemplo.

A previsão é que tenhamos uma recessão de quase 5% na economia global de acordo com o FMI.

Mais do que o esperado no início da pandemia, muito devido ao tempo que esse vírus vem se mantendo e a demora para encontrar uma vacina, para que as coisas retomem seu rumo natural.

O que esperar de 2021?

os melhores investimentos para 2021

O cenário econômico para 2021 ainda é muito incerto, as coisas vão depender muito da vacina contra o COVID ser distribuída, parece que estamos perto disso.

Minha visão para 2021 é uma visão de esperança, na qual a economia brasileira e mundial vão se recuperar.

A recuperação pode não ser tão rápida como prevíamos no início da pandemia, mas muitas empresas que sobreviveram à essa crise irão estar ainda mais fortes.

O dólar já vem caindo nesse final de ano e nossa bolsa subindo, já precificando o otimismo dos investidores para o próximo ano.

Quais os melhores investimentos para 2021?

os melhores investimentos para 2021

Falar dos melhores investimentos para 2021, é algo complicado, pois depende muito do perfil de investidor de cada um, o quanto a pessoa está disposta a correr riscos.

Eu acredito que no próximo ano teremos uma demanda reprimida em alguns setores da nossa economia.

Então vamos lá para alguns deles:

O setor aéreo e de turismo: na minha visão tendem a se recuperar bem no próximo ano, pois foram os setores mais afetados por essa crise e com a vacina pronta, as pessoas tendem a se sentir mais seguras para viajar e também querer viver mais e conhecer lugares novos após ter que ficar em casa por meses, consequentemente os setores de hotéis e restaurantes tende a se beneficiar com essa retomada.

O setor de aluguel de carros: No próximo ano com o crescimento do turismo e a liberação para maior circulação de pessoas, e também com muitas pessoas desempregadas, os trabalhos como uber devem crescer.

O setor de moda, assim como o consumo em geral: Com os shoppings abrindo normalmente, as pessoas podendo voltar a circular sem ter essa preocupação, irá gerar uma demanda maior por essa área de varejo, o que irá beneficiar também os fundos imobiliários de shoppings e hotéis.

Setor industrial: Deve performar bem no próximo ano com a retomada da economia, as fábricas devem voltar à todo vapor, contratando mais e aumentando à sua produção.

Para quem é mais conservador e gosta mais da renda fixa, eu acredito que com essa incerteza e com o aumento da inflação que já estamos vendo nesse final de 2020, o melhor caminho seja investir em ativos pós-fixados, atrelados principalmente à inflação e a Selic que tendem a subir ano que vem.

Lembrando que nada disso é uma recomendação de compra ou venda, são palpites, eu posso acertar como posso errar também.

Conclusão

A minha filosofia de investimentos não tem a ver com prever quais serão os melhores investimentos para daqui 6 meses, 1 ano, 2 anos.

Minha visão é de longo prazo, pensando daqui 20-30 anos.

Por isso foco em investir em empresas sólidas e em setores perenes, que independente da crise que vier, e da situação econômica, continuarão lucrando e crescendo.

O mercado no curto prazo é imprevisível e tentar prevê-lo é ser ingênuo.

Nós precisamos focar cada vez mais no nosso trabalhar, em aumentar nossa renda para investir mais nessas empresas sólidas do que ficar procurar o melhor investimento do momento.

Deixe uma resposta