Selic Meta x Selic Over: entenda o que são.

No Brasil, a taxa básica da economia se chama Selic, porém temos dois tipos: a Meta e Over. Vamos entender seu funcionamento e sua dinâmica na economia brasileira.

A sigla SELIC é uma abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia é através desta taxa que se define o risco mínimo aceitável das aplicações financeiras no país.

A taxa de juros é ajustada pelo COPOM (Comitê de Politica Monetária) a cada 45 dias, onde realizam uma reunião de dois dias para tomarem a decisão de aumento, redução ou manutenção da taxa de juros.

SELIC META

É definida pelo COPOM para ajustar o juros básico do país e assim, fazer com que operações como cheque especial, cartão de crédito, financiamentos, tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica seja ajustados.

Alguns investimentos são reajustados pela Selic Meta, sendo eles os títulos privados que são ligados à uma outra taxa chamada de CDI.

Quando o COPOM se reúne e define o aumento da taxa, informa indiretamente que está querendo frear a economia para que a inflação possa ser controlada.

Algum erro no reajuste desta taxa, pode acabar levando um problema sério no controle inflacionário do país, pois ela é uma das formas de evitar que o excesso de consumo e também de endividamento das famílias e das empresas.

Assim sendo, no momento em que a taxa diminui, indica que o governo que incentivar o consumo, a produtividade, geração de empregos mas isto também indica que os investidores precisarão se arriscar mais para terem um melhor retorno.

SELIC OVER

Selic Over é também conhecida como Overnight que é a média ponderada das operações do Sistema, lastreadas em Títulos Públicos Federais com prazo de 01 dia para o outro.

A taxa Over realiza a remuneração dos títulos públicos, porém sua remuneração é levada em base à Meta, porém é feita com 0,10% inferior à Taxa Meta fixada pelo COPOM + uma taxa chamada de Taxa Referencial (TR).

Deixe uma resposta